Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

domingo, 27 de maio de 2012

FACETAS (4)


Usou tantas e tantas
Máscaras sobrepostas
Que passou a lutar com elas
Pela posse do espelho,
Sítio arqueológico
Da valiosa solidão.


Foto: Marcantonio

6 comentários:

Bípede Falante disse...

Devo ter então um latifúndio...
beijoss

LauraAlberto disse...

é preciso cuidado com a mascara, o seu abuso pode fazer dela o rosto que se não quer

beijo

Leonardo B. disse...

[e de cada máscara uma lâmina cada vez mais difícil de enxertar na memória,

a mais sólida lama morre devagar.]

um imenso abraço, Marcantonio

Leonardo B.

Joelma B. disse...

melhor seria parti-lo!!

Gostando da série, de texto e de imagem!

Beijinho com admiração, poeta artista!

Ribeiro Pedreira disse...

fossem as máscaras justas postas, teria que encarar o espelho de tantas faces.

Eliana Mora [El] disse...

"cai" bem naquilo que aponta com 'sincera' crueldade: no que dá vestir-se...tanto.

Muito bom,

abraços, Marcantonio


da El