Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

sexta-feira, 1 de julho de 2011

PROVAS DO ARTISTA (21)

DE LONGE

Manhã ensolarada.
Restos de fogueira junina
Subsistem rente à calçada
Como se fumegassem –
Atávica fragrância –
Desde uma noite feliz
Da minha infância.

Alfredo Volpi, Mastro e Bandeirolas, serigrafia.















Sobre Volpi:  AQUI

11 comentários:

Lídia Borges disse...

É tão curta a vida comparada com a eternidade da infância.


Um beijo

Tania regina Contreiras disse...

Nossa, lembrei das fogueiras de minha infância...Eu ainda olho para os fogos de hoje e os reconheço. A mesma chama permanece. Incrível como se renova, e já não há lenha que o alimente.
Poema-saudade esse!
Beijos,

Blog do Akira disse...

Nunca mais vi fogueiras na rua onde moro. Só hoje percebi. Um abraço.

Mariana disse...

Essas bandeirinhas me lembraram nosso querido Bandeira... um poema-homenagem?

Abraço.

cirandeira disse...

A fogueira permanece ardente cá dentro de nós e como...!

beijos

Em tempo: tô aguardando "aquele presente", seria ótimo se me enviasses até o dia 05/07, pode ser?

Fred Caju disse...

"Profundamente" do Bandeira me vem à cabeça. Abraços!

Ana Lucia Franco disse...

E que atávicas lembranças te transportem sempre para o terreno da poesia, para que colhas pérolas singelas e encantadoras como esta.

Vim te deixar meus parabéns, poeta

beijo.

Cris de Souza disse...

ô sanfoneiro, esse poema mexeu com a minha memória emotiva. quero aproveitar até a última chama...

ah, um baião de dois!

Eurico disse...

Essa mesma sensação me vem ao ver o Volpi. Uma memória visual, impregnada de cheiros, de sabores, sinestésica, escondida entre outras, de festas, de brincantes, de infância...

Ave, Poesia!
Ave, Poeta!

Abç fraterno.

Lidi disse...

Que imagem bonita! Eu - que adoro São João, mas nem me importo mais com fogueiras - fiquei com saudades do encantamento que tinha na infância. Abraço.

Eliana Mora [El] disse...

Nada mais 'atávico' e poético do que reminiscências da infância.

Uma bela combinação, inspirada.

abraços,
El