Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

sábado, 12 de fevereiro de 2011

ROSTOS - MODOS DE CRIAR RETRATOS (22)

Desisto de te fazer a pintura:
O teu rosto é um caos etário.
Nem bem esbocei as feições
Marinhas da mulher madura,
Já me observam os olhos afoitos
E evanescentes de uma menina.
Quando reaplico a tinta volúvel
Com matizes róseos de aurora,
Logo me encara uma senhora
Idosa de olhar deserto e solúvel...

Chega!

És tarde? Noite? Ou fresca manhã?
Ora, deixa de te moveres no tempo!
Ficará aparente o arrependimento.
Acaso há tantas faces numa maçã?

Cézanne, Retrato de Madame Cézanne, 1892

12 comentários:

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sim, tudo tem tantos lados e rostos, e sempre, como humano que somos, tentamos eleger um deles, e descartar os outros, como se não existissem. Mas aí vem o artista e nos mostra quanta vida perdemos.
Quem bom que temos vc, um artista de plantão.

Luiza Maciel Nogueira disse...

dedicas diarimante nesses rostos encantadores, adoro essas faces de dentro

bjs

Iracema Macedo disse...

Olhares que se movem de um tempo a outro,de uma vida a outra, rio que passa, como retratá-los? Belo, belo esse poema!

Iracema Macedo disse...

Olhares que se movem de um tempo a outro, de uma vida a outra, rios que passam, como retratá-los? Bela demais essa série de rostos e poemas.

Tania regina Contreiras disse...

Perfeito, Marquinho! Lamentarei muito se essa série não se transformar em livro. O artista plástico e o poeta mostrando, então e talvez, uma só face...
Beijos,

Lara Amaral disse...

Congelar a poesia dos olhos na pintura é trabalho eterno.

Beijo!

Ph disse...

É o que vemos, pessoas com várias faces, algumas belas, outras nem tanto.
Abraço!

S. disse...

esse cézanne tem um q de modigliani.
enfim... estou confusa da vista?
beijinhos

Betha Mendes disse...

"O teu rosto é um caos etário"

na visão do rosto dessa mulher, as muitas faces de um pintor-poeta em seus instantes de inspiração. sem dúvida, um belo poema!

abç

Betha

Domingos Barroso disse...

sobretudo a maçã
que levita antes
de atingir o solo
(ou subir às nuvens)
...

forte abraço,
irmão.

betina moraes disse...

marcos,

fantástico!


impressiona a forma como você descreve a beleza qaue encontra nos detalhes.


a cada retrato você pinta uma mulher mais interessante que a outra.

beijos.

Cris de Souza disse...

esse retrato é uma obra-prima!