Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

ROSTOS - MODOS DE CRIAR RETRATOS (32)

Há momentos em que imagino
Que essas bolsas sob os teus olhos
São sedimentos minerais
De lágrimas introvertidas.

Seriam como as estalagmites
No chão das cavernas e grutas.

Mas, esse sufixo ‘ite’
Não designa uma inflamação?
A tua (longa recusa)
Decerto não seria aguda.

5 comentários:

Lara Amaral disse...

Já sei o que direi quando me perguntarem sobre minhas olheiras, rs.

Belo, rapaz!

Zélia Guardiano disse...

Ah, que espetáculo, Marcantonio!
As olheiras...
Sempre um show, aqui!
Beijo

Suzana Martins disse...

No rosto, hoje tenho estalagmites! rs

Abraços

Batom e poesias disse...

Minhas lágrimas não são muito introvertidas.
Que sorte...

:D

Maravilhoso retrato.
bjs

Rossana

Cris de Souza disse...

um tratamento de choque pode ser irrecusável...

que tal?