Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

sexta-feira, 18 de março de 2011

QUINZE PAISAGENS COM SOL, QUINZE COM LUA (14)

Da janela do vôo noturno
a cidade parece uma galáxia
ancorada
junto ao Atlântico que não pode
submergi-la para apagá-la.

Dirão que essa comparação,
além de gasta,
não é apropriada
por fugir à escala humana?

Mas, se os gregos,
que não conheciam
a luz elétrica (embora tenham
reservado para ela um nome),
fixavam seus heróis nas constelações,
eu trago as estrelas à terra
onde se ocultam os heróis.

Não é licença poética:
tal como não posso ocupar sozinho
um ponto qualquer do vácuo
entre as estrelas,
não parece haver um só homem
no vazio entremeado às luzes da cidade
vista daqui.
Galáxia, portanto.

Imagino que ao amanhecer
ocorram duas ocultações cósmicas.















Marcantonio

8 comentários:

dade amorim disse...

Todo poema trata de algum tipo de galáxia. O ideal é que estejam bem próximas, como é o caso deste. E a ilustração está massa.

Levei um poema teu para o Inscrições. Sexta agora passou a ser dia de Poema amigo.

Beijo pra você.

Zélia Guardiano disse...

Coisa mais linda, meu querido Marcantonio!
Sou simplesmente apaixonada pelo tema: nunca é demais tratá-lo! É assim que penso...
Essas luzes nos letreiros, nos postes, nas janelas...
Essa profusão de luzes...
Quando refletidas, então, são , realmente, uma visão cósmica!
Lindíssimos versos, meu querido amigo, grande poeta!
Fortíssimo abraço da
Zélia

S. disse...

e os buracos negros o que são? saudades ou esquecimentos?
beijos

Chorik disse...

Será o excesso de luz um crime?

Tania regina Contreiras disse...

Você sempre traz estrelas à terra, Marquinho!
Beijos,

Luiza Maciel Nogueira disse...

em cada luz um ser/um universo/um planeta /uma multidão

beijos

Emoções disse...

O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.

Thiago Quintella de Mattos disse...

Eu adoro a sua produção de fotos e poesias. Desculpe-me por não comentar em todas, mas ficaria repetitivo. Fiquei com as ocultações cósmicas do amanhecer na cabeça, pulsando!