Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

terça-feira, 1 de março de 2011

ROSTOS - MODOS DE CRIAR RETRATOS (38)

Apreender a sua face instável
Exige extrema concentração
Para não me perder em visões
Impressionistas.

Porque a tua face é um reflexo
Na água,
E há um sopro volitivo que a faz
Ondular.

Tu entendes essa instabilidade
De linhas,
Esse estranho registro do sólido
No líquido,
Da opacidade na transparência?

Requer paciência de pescador,
Pois a imagem se movimenta
Na superfície, mas permanece:
O brilho, a nitidez e o contraste
Ajustam-se imprevisíveis pela
Freqüência
Das ondas da tua respiração.


4 comentários:

Suzana Martins disse...

A tua face reflete num mar de vontades...

Beijos

Lou Vilela disse...

Moldar a partir de um olhar inaugural...

Sempre belo, Marco! ;)

Abraços

Cris de Souza disse...

ah, me vi nesse traçado...
ondular é comigo mesma!

beijo do mar, meu mago.

Lara Amaral disse...

Belíssimo!