Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

PROVAS DO ARTISTA (40)

CONSTANTE HUMANA

Todos os idílios
Tornaram-se críveis,
Cotidianos os impossíveis,
Acessíveis as coisas raras!

Ah, ainda assim,
Essencialmente,
Eu não mudara.

Regina Silveira, Metamorfo II, litogravura, 1980 (daqui)

2 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Vou te sentindo amadurecer a cada ciclo de poemas. Pronto para o livro que alguns acham desnecessário...Mas eu amo livro! Pegar, levar na bolsa, ler no caminho, acordar e ler, ali perto de mim. Tudo Pelo livro!! :-)
Beijos,

Analuz disse...

Surpreendente constante humana...

Beijnho, com admiração!