Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

domingo, 5 de dezembro de 2010

APONTAMENTO NA BORDA DO DIA (14)

É do íntimo que extraio as resinas
com que elaboro o verniz do dia.

Hoje, brilhante, mas envelhecido:
oxidado,
                trincado,
                                craquelado,

como um óleo sobre tela
do final do século XIX.

4 comentários:

Assis Freitas disse...

boa época para viver,

abraço

Í.ta** disse...

ficou muito muito bem construído este poema!

p.s.: tem concurso de narrativas curtas rolando lá no um-sentir. confere e participa :)

abração!

Borboletas nos Olhos disse...

Como se comenta a beleza?

Lara Amaral disse...

Lendo vc dá mesmo essa sensação: traz coisas preciosas, conhecimentos antigos, mas sempre lustrados.
Maravilha =)