Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

CHORANDO

Dos olhos ocupados
pela paisagem ressequida
surgem córregos finitos.

Picasso, Mulher Chorando, óleo s/ tela, 1937

8 comentários:

betina moraes disse...

marco,

uma sensação emocional conhecida por poetas!

a escolha de picasso foi um acerto e tanto!


abraços.

Solange disse...

Marcantonio...

li e reli tuas palavras... queria tê-las decoradas, assim... para poder falá-las enquanto apreciava Picasso...

uau...

que bom que são finitos os córregos dos olhos...
que bom...

beijo e parabéns !

Felipe Pauluk disse...

ótimo blog..e poemas...
Parabéns...

cirandeira disse...

Serão finitos? Os córregos escorrem, e escorregam pelas fendas, pelas frestas da janelas...
Os olhos.

Beijos

Lara Amaral disse...

Uau, perfeito!

Hoje também escolhi Picasso.

Beijo.

Mai disse...

eu emudeço, vez em quando...

Beijos

Cris de Souza disse...

o poema parece feito sob medida para a tela.

bom dia risonho!

beijo, meu mago.

Assis Freitas disse...

escorrem fios nesse rio,

abraço