Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

TRANSE

Decalco o desenho
dos teus seios
como se os estive criando.

6 comentários:

betina moraes disse...

escultura de intimidade!

muito bom.

abraço.

nydia bonetti disse...

Só um artista plástco e poeta escreveria isso tão bem e tão bonito. Também me veio a imagem de um escultor. Me fez lembrar meu nonno. Parece estranho, mas ele adorava fazer nús.rss Lembrei-me da escultura que ele fez da Wanda Steffania, pra um um filme com o Plinio Marcos, José Wilker, Jofre Soares, todinho passado aqui em Piracaia, na década de 70. Eu ara pré-adolescente, foi muito marcante, ver aquele povo todo na cidade. Ficaram todos hospedados no Hotel da nonna, claro, onde eu morava. E a escultura feita na oficina do nonno. Que coisa boa relembrar tudo isso através de um poema. Isso não é fascinante...?! abraço grande, nydia.

Tania regina Contreiras disse...

Íntimo, terno e muito belo!

Beijos

Cris de Souza disse...

uau! esse poema é de causar "
frisson"...

meia lua de beijos, artista inteiro.

Mai disse...

Tátil, sensorial - poema em 3D.

bjo

Bípede Falante disse...

Continue assim *risos* que nem um par de resistir a essas mãos!
bjs