Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

APONTAMENTO NA BORDA DO DIA (17)

Ao abrir a janela,
é sempre como ilusão
que manipulo a palavra 'mundo'.

Oh! A palavra está sempre
na escala humana: 1/1.

2 comentários:

betina moraes disse...

sábio!


seus apontamentos são para colecionar.


abraços.

Mai disse...

De novo teu poema e minha colcha de retalhos...Do meu olhar pra fora o mundo é uma miragem? Ou tudo é uma metáfora que a palavra traduz?

Ah! Que importa...Abrindo a janela do poema eu vejo o mundo que eu quiser.
e te agradeço por isto.

beijos