Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

APONTAMENTO NA BORDA DO DIA (44)

Um desfolhar
das coisas
revela o óbvio
ainda não pensado:

reparei que uma árvore seca
recorda uma bacia hidrográfica.

7 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Marcantonio, venho pensando há tempos sobre o óbvio. Onde anda se escondendo o óbvio que já ninguém o vê? Está inóbvio...Inóbvio existe?
Ah, ler vc é sempre uma viagem! Boa, diga-se.
Beijos

Assis Freitas disse...

eu não tinha pensado nisso, óbvio

abraço

Zélia Guardiano disse...

Excelente, Marcantonio!
Realmente, lembra.
Adorei!
Forte abraço, amigo!

Bípede Falante disse...

como você é inteligente, Marcantonio!

Adriana Karnal disse...

a árvore necessita da água, não é assim...feliz 2011 amigo.

Cris de Souza disse...

sa-bi-chão!

Lou Vilela disse...

Lembrou-me 'O óbvio ululante' (o do Nelson).

Abraços