Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

domingo, 2 de janeiro de 2011

NADO LIVRE

Viver é restituir-se ao incerto,
Escapar das ilhas da verdade
Que te querem um náufrago.

Devolvi-me às dúvidas tantas,
Tantas, em número suficiente
Para sustentar meu livre viver.
Agora nado por nada.

2 comentários:

Í.ta** disse...

talvez seja liberdade.

ou falsa liberdade.

gostei desse.

abraços!

betina moraes disse...

libertação que só um poeta que se dá a observação dos matizes da vida pode se dar ao luxo!


eu gosto muito de seus pontos visuais.

abraços.