Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

APONTAMENTO NA BORDA DO DIA (48)

Canto de pássaro
é corpo de pássaro
para meus ouvidos
urbanos,
ocupados.

Um corpo coletivo,
editado,
mosaico feito com
retalhos-clichês
de pássaros raros.

Imagem tocada
de ouvido,
cubismo sonoro.

9 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Magnífico, Marcantonio!
Você faz o que bem quer com as palavras!
Show!
Enorme abraço, amigo.

Luiza Maciel Nogueira disse...

olha só que belo Marcantoniooo!

Com os pássaros e o cubismo lembrei um pouco de mim :)

beijos

Chorik disse...

Cubismo sonoro! Muito louco isso! Um dadaísmo sonoro, como seria?

Tania regina Contreiras disse...

Eles novamente, os pássaros...Têm estado presente nesse azul que irá um dia. Deixam rastro de beleza quando passam.
Beijos,

D.Everson disse...

Dá-le!

Lidi disse...

Marcantonio, você escreve muito bem. Estou adorando visitar o teu blog, ler os teus poemas. Você diz que se supõe poeta, ainda que menor. Bandeira também se achava menor, e veja só... Um abraço.

dade amorim disse...

Posso ouvir/ver as imagens. Cubismo sonoro é ótimo.
Beijão.

Cris de Souza disse...

o ritmo final deu uma revoada...

emblemático!

Cris de Souza disse...

nem preciso dizer o quão é belo...