Imagem do cabeçalho: "O Grande Canal de Veneza" (detalhe) de Turner

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ADVÉRBIOS

(Para Tânia R. Contreiras)

Não será neste estúdio fechado
Que pretendo ser plenamente.
Devo estar lá fora, en plein air
Tendo lições, na luz que houver,
Do que é viver anonimamente.
Isso requer deixar alguns nomes
Guardados aqui dentro, sem ar,
Sós, apenas nomes, literalmente.

2 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Um rio vertical vai vertendo enquanto te leio agora. Coisas sem nomes (epifanias, tenho chamado provisoriamente) que sensibilizam tantas partes dormentes. Fantástico o vídeo, fantástico.
Palavras...não preciso. E ainda preciso tanto procurá-las.
Obrigada.
Beijo,

Assis Freitas disse...

puxa duas coisas lindas, ou melhor três: poesia, van gogh e kurosawa


abraço